ENQUANTO FAÇO O CAFÉ: João, o discípulo amado!

Sem dúvida, não deixa de ser fascinante o fato do autor do quarto Evangelho apresentar a si mesmo como “discípulo amdo” e testemunha privilegiada de Jesus: “Este é o discípulo que dá testemunho destas coisas e que as tem escrito, e sabemos que seu testemunho é verdadeiro” (Jo 21,24).

O discípulo “amado” é modelo do discípulo ideal. Nós o temos visto associado à contemplação do mistério da encarnação: “E o Verbo se fez carne e habitou entre nós” (Jo 1,14).

 

Desde então esteve presente como testemunho privilegiado nos principais momentos da segunda parte do Evangelho. Com efeito, ele é o que:

  • Encosta sua cabeça sobre o peito de Jesus (13,20);
  • Recebe Maria por mãe ao pé da cruz (19,26);
  • Acentua a credibilidade do testificado sobre a morte de Jesus (19,35-36); Dá crédito a prova de amor
  • Testemunha o sepulcro vazio (20,8).

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: