ENQUANTO FAÇO O CAFÉ: Mãos de Marta e coração de Maria

O melhor jeito de ser Marta é sendo Maria

O que Jesus desaprova não é a atividade de Marta, mas seu ativismo. No ativismo se perde de vista a meta, é

difícil manter a concentração, se desgastam as motivações e acabamos fazendo as tarefas mal. Esta vida

frenética – que também ocorre em alguns apostolados – é uma das características de nosso tempo, queremos

fazer muitas coisas ao mesmo tempo: estudar e trabalhar, estar na casa e estar fora, falar por telefone e ver

televisão, e assim muitas mais.

Ocupar-nos dos ofícios com o coração ansioso indica que perdemos o norte, que perdemos de vista o que era

essencial, que terminamos escravos do trabalho. Isto prejudica tanto a qualidade de vida como a qualidade do

serviço. Para resolver isto, Jesus nos disse que o melhor modo de ser Marta é ser Maria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *