ENQUANTO FAÇO O CAFÉ: Só a luz de Deus é capaz de mostrar quem eu sou.

O mistério revelado “ilumina” a existência de quem se abandona em Jesus mediante a abertura total do “crer” (12,46)                                                                                                 

O crente é alguém “iluminado” pelo fulgor da glória do Verbo (1,14). Jesus-Luz penetra, amavelmente, no mais íntimo que se permite entrar. Então as trevas se transformam, e se caminha (=seguimento) no projeto de vida de Jesus: “Eu, a Luz, vim ao mundo para que todo o que crer em mim não siga nas trevas” (14,46).

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: