Jesus multiplica tudo o que lhe oferecemos de coração. (EFC)

“Encheram doze cestos com as sobras dos cinco pães de cevada que sobraram”
Mesmo que os discípulos tivessem comprado pão, não seria suficiente para todos. Os cinco pães e os dois peixes do jovem, também não são suficientes. O pão abundante, em última instância, provém de Jesus.

Ler mais

A traição de Judas (EFC)

O sol acaba de se ocultar e começa o ritual da ceia pascal (v.20). Trata-se de uma festa de alegria, mas, para Jesus e os discípulos, a hora solene do banquete está inserido em um doloroso contexto de traição. O evangelista faz soar, a seguir, a nota aguda da Paixão: “Um de vós me entregará” (v.21).

Ler mais

Um sinal de conversão (EFC)

A conversão de nosso coração é obra de Deus e dom imenso de seu amor, porém, requere de nós uma grande confiança e docilidade para aceitar com sinceridade o que Ele nos pede. O Senhor não falha nunca, porque foi Ele quem nos amou primeiro, até o ponto de entregar o seu Filho por nós, para que n’Ele tivéssemos a vida (Jo 3,16).

Ler mais

Leve seu filho para a igreja (EFC)

Maria, que trouxe Jesus ao mundo, o introduz, também, no mundo da fé israelita e em seu lugar mais significativo, que é o Templo. Leiamos e oremos o Evangelho de hoje notando como Jesus está rodeado do amor de seus pais e também da fé de seu povo que durante muitos anos tem aguardado o cumprimento das promessas.

Ler mais

ENQUANTO FAÇO O CAFÉ: Ele chora por mim

traduz suas lágrimas em palavras. Não são palavras de ameaça, mas de um coração dolorido que lança um último chamado à conversão desde o amor. A dor do profeta expressa sua visão antecipada das trágicas consequências que tem para o povo não ter reconhecido o tempo em que foi visitado

Ler mais

Apoiar a vida em Jesus (EFC)

O bom discípulo é o que “se enriquece para Deus” (v.21), tendo como necessários, mas relativos, com relação ao destino final de vida, todos os seus bens. Portanto, é o que se faz rico, não no entesourar, mas no “dar”, que faz seu coração idêntico ao de Deus com o qual viverá em comunhão eterna.

Ler mais

Jesus ressuscita o teu filho (EFC)

O Evangelho não vacila ao colocar-nos frente à cruel realidade:A morte de uma pessoa jovem: uma história encerrada no momento de maior vitalidade; e a desolação total de uma mãe: que já era viúva e, agora, perde o único que lhe ficara na vida para seu apoio afetivo e, ainda, econômico.

Ler mais

“Eu vim chamar os pecadores” (EFC)

A cena da vocação de Mateus está construída com base em uma cadeia de verbos-ações importantes que nos permitem compreender o que é uma experiência vocacional. Jesus aparece, em primeiro lugar, em movimento: se “vai” da cidade, “vê” a Mateus, lhe “disse” (9,9ª). Nota-se o contraste com o outro personagem, Mateus, que está sentado.

Ler mais